Júris - Concurso Lindy Hop

Durante 6 anos tive aulas de dança moderna e contemporânea com vários professores, permitindo-me incorporar diferentes técnicas na minha dança assim como abordagens de ensino complementares. Aprendi que a técnica é importante assim como conhecer o nosso corpo e o seu movimento. Adaptar a dança à nossa identidade e à nossa história é ainda mais importante, trazendo a alma a qualquer movimento.

Veja aqui quem são os júris do Concurso Lindy Hop!

Júris Profissionais - Professores de Lindy Hop

Cátia Fonseca
"Durante 6 anos tive aulas de dança moderna e contemporânea com vários professores, permitindo-me incorporar diferentes técnicas na minha dança assim como abordagens de ensino complementares. Aprendi que a técnica é importante assim como conhecer o nosso corpo e o seumovimento. Adaptar a dança à nossa identidade e à nossa história é ainda mais importante, trazendo a alma a qualquer movimento. "
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
David Afonso
Musical
"Comecei a "ouvir com atenção" música por volta dos 8 anos, estudando aprofundadamente vinis de nomes como Pink FloydElectric Light OrchestraChris de Burgh. Uns bons anitos depois tive acesso a uma guitarra clássica, onde aprendi a tocar umas músicas pop-rock sozinho. Um pouco antes de começar no Lindy Hop peguei no saxofone alto, mas o tempo rapidamente escasseou devido às aulas de dança. É um sonho que pretendo retomar mais tarde."
Físico
"Nunca dancei antes do Lindy. Nem na discoteca. Mas os anos na natação e karaté moldaram a minha biomecânica e noção corporal. O estudo de biomédica, com a sua componente de anatomia, fisiologia, biomecânica, patologia deram-me uma boa visão funcional do corpo humano. Adicionalmente obtive formação e certificação específica na área do fitness."
 
 
 
 
Hugo Silva
Licenciado em Medicina pela FMUP, exerce actividade como Nefrologista. Descobriu a dança aos 22 anos, tendo praticado Salsa e Tango Argentino. Em 2008 deu os primeiros passos de Lindy Hop sob a orientação de Abeth Farag. Participou em diversos festivais internacionais, sorvendo a sabedoria de múltiplos mestres internacionais dos quais destaca Skye Humphries, Thomas Blacharz ou Nick Williams. Sob a supervisão de Kevin St. Laurent, Jo Hoffberg, Evita Arce e Michael Jagger formou-se em Competition and Show no Herrang Dance Camp em 2013. Participou em algumas competições internacionais, com particular ênfase para o 6º lugar obtido no Advanced JacknJill do European Swing Dance Competition de 2013. Em Inglaterra fez formação em Balboa com nomes como Mel and Jo, Stephen Badham,Nicky Santilli e Dan Guest. A solo, praticou Locking e House e desde cedo aprendeu Vintage Jazz com Abeth Farag. Iniciou a sua actividade como professor de Lindy Hop em 2010, tendo desde o início colaborado próximo com Abeth Farag e com a Swing Station. Teve também o prazer de orientar oficinas de Lindy Hop em vários festivais Andanças.
 
 
 
Outros Júrís - Dança e Movimento Vintage  
 
Mariza Seita
Nasceu em Lisboa e frequentou a Licenciatura de Escultura na Faculdade de Belas Artes, demonstrando sempre interesse no mundo artístico. Tatuadora profissional desde 2010, explora a fotografia de moda nos tempos livres. A sua paixão pelo universo retro deriva da influência familiar, tendo uma grande ligação com a avó costureira e o avô marinheiro que trouxe rock’n’roll e o swing das missões além-mar. O seu estilo pessoal é fortemente influenciado pelas culturas Rockabilly e Mod.
 
 
David Costa
Nascido, criado e mal-habituado a Lisboa, teve a sua aproximação mais directa ao universo vintage no momento em que assume a Direcção de um dos hotéis mais emblemáticos de Lisboa, o Hotel Florida (1941). A nova vida do mítico The Great American Disaster (diner), que também dirige, permitiu igualmente conhecer e apoiar diversos dinamizadores do movimento vintage de Lisboa.  É Licenciado em Comunicação pelo ISCEM e frequentador da Pós-Graduação em Marketing no ISEG.

 

 

 

 

 
Carolina Nogueira
Natural de Lisboa, finalizou os estudos na Escola de Dança do Conservatório Nacional, frequentou o Curso de Pesquisa e Criação Coreográfica do Fórum Dança e a Formação Avançada em Interpretação e Criação Coreográfica da Companhia Instável. Tem desenvolvido e apresentado trabalhos pessoais e de co-criação, e participado em espectáculos de dança contemporânea a título de intérprete.